So what?

so-what-test-500x500

E lá vou eu escrever sobre escrever. É, de novo.

Mas fato é que me incomodo muito com o que escrever. Não só isso, com o que compartilhar com o mundo. Tá, isso aqui é um cantinho obscuro da internet, meu twitter é bem desconhecido também e não sou celebridade no facebook. Mas me irrita ver gente que trata a própria vida como fato relevante, ao mesmo tempo que AMO certas pessoas que conseguem fazer isso do jeito certo.

E qual o jeito certo?

Fiquei pensando nisso bastante tempo, e acho que é até o que me deixa meio travada pra vir aqui e falar sobre mim, sobre o nada, sobre o tudo. Mas finalmente cheguei à uma conclusão. Acho que o jeito certo de falar de você mesmo é mostrar como isso se aplica para outras pessoas também. Explico. Melhor, exemplifico.

Hoje li um post lindo sobre um relacionamento à distância. A autora falava como se sentia, das dificuldades e frustrações. E eu, como estou na mesma faz tempo, me senti tocada. E comentei. Achei relevante. Vi que outras pessoas também se identificaram e comentaram o mesmo post. Por que? Acho que é porque fala de uma experiência humana, e mesmo quem não vive isso na pele pode imaginar, pode solidarizar ou ao menos se sentir conectada com aquilo.

Bom, logo depois vi um post que me fez dar um unfollow. A pessoa fez todo um video, muito bem produzido por sinal, para falar da própria faculdade e das “novidades”. Novidades aqui é tudo que acontece ao redor do umbigo do ser. Nada contra, mas tédio eterno. Que me interessa saber da vida da pessoinha se ela se coloca acima da humanidade fazendo da sua própria insignificância a notícia que nós, pobre mortais leitores, avidamente deveríamos querer consumir?

Aí que entra, para que compartilhar isso com o mundo? Fica meio claro que a pessoa não busca identificação, ou falar da experiência de ser uma humana nesse tempo, vivendo em lugar X fazendo coisa Y. Não. Ela só está carente por atenção, pior, por aprovação.

E por isso levou unfollow.

É tudo uma questão de intenção. Ao mesmo tempo um dos meus blogs favoritos, e há anos, é de uma menina que mostra um pedacinho da própria vida, seja com fotos ou textos de memórias ou opiniões. Nada relevante, eu sei. Mas nas palavras, ou imagens, fica clara a finalidade de te chamar para visitar a vida dela um minutinho, e mostrar algo belo, nostálgico ou irônico. Fazer o público se emocionar de alguma forma. E é totalmente o oporto do exibicionismo vazio que vejo tanto por aí.

Não me entendam mal, quero mais é que cada um escreva sobre o que quiser. Mas essa ânsia de se mostrar e compartilhar qualquer coisa, acho triste. Mostra como estamos cada vez mais inseguros, cada vez mais carentes dos aplausos.

Eu ainda não achei a minha voz, talvez nunca ache. Mas quero que a minha voz fale algo, não seja apenas ruído.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s